4 de jul de 2016

Em alta: Brincos de acrílico


Nenhum um pouco discretos os brincos de acrílico tomaram conta dos looks de várias fashionistas, sempre com proposta bem alegre e combinações de cores inusitadas, os brincos imensos estão fazem a cabeça, ou melhor, as orelhas de muitas antenadas.



O brinco de acrílico normalmente vai do tamanho médio até o maxi e aparece como o elemento “X” da produção, ou seja, ele complementa o look de forma única. Ele se basta enquanto acessório. Isso quer dizer que o investimento na peça certamente é válido para quem curte praticidade. Já bem possível de encontrar em várias lojas de bijouterias, os valores variam bastante, vão de R$ 30,00 a 85,00 em lojas específicas mas podem tranquilamente chegar a até mais!

Não costumo usar brincos maxi, isso é bem difícil, mas uma coisa é certa, por esta trend até eu me rendi!

29 de jun de 2016

Vem por ai:Viva a nova linha da Farm

Nas vésperas das Olimpíadas 2016, a Farm lança sua primeira linha fitness, pra quem adora esporte e atividades físicas, tanto ao ar livre quanto em academias. A coleção traz tecidos tecnológicos  e chega às lojas e no site no dia 21 de julho. As estampas variam dos motivos florais aos de paisagem e a cartela de cores tira leggings, tops, shorts de corrida, biquínis, regatas e agasalhos de nylon com acabamento impermeável a mesmice.
 “Criar uma coleção fitness é um desejo antigo e reforça muito nosso lifestyle. A Linha Quero, por exemplo, sempre trouxe acessórios para esporte ao ar livre e, agora, além de acessórios, temos as roupas. É para quem corre, joga tênis, faz dança, malha... A Viva é ampla e verdadeira. É nossa e é do mundo!”, conta Katia Barros, diretora criativa da marca. 

Tecidos
Sobre os tecidos especiais, além dos impermeáveis, há também os com tecnologia para maior absorção do suor e os lights CO2, biodegradáveis. Eles estão na maior parte da coleção e são de fabricação sustentável, ou seja, ao contato com solo apropriado, se decompõem mais rápido que os tecidos comuns e ajudam no controle do gás carbônico, responsável pelo efeito estufa.

Se já amamos as coleções cápsula da Farm com Adidas por exemplo, vamos amar ainda mais a Viva, não acham? Só queria que em Belém fizesse só um pouquinho de frio para usar estes casacos lindos...

27 de jun de 2016

#Healthytips: 7 benefícios da Castanha do Pará



Quem me acompanha no Instagran e snapchat, sabe o quanto minha rotina de vida mudou após o surgimento do #bloggers4fit. Desde então passei a pesquisar mais sobre alimentos e, com isso, como consequência cada dia mais a minha rotina alimentar só tem melhorado. Como forma de repassar para vocês sobre algumas coisas que faço durante o meu dia, a partir de agora passarei a abordar uma nova tag aqui no blog, sobre benefícios de alguns alimentos para a nossa saúde. Hoje vamos começar pela Castanha do Pará, item indispensável na dieta e sempre prescrito pelo meu nutricionista como complemento de lanche entre refeições.

1) A castanha do Pará ajuda a proteger o coração

Apesar de ser muito gordurosa, e apresentar uma parcela significativa de gorduras do tipo saturada (22% da composição de gorduras), a castanha do Pará possui ácidos graxos (oleico e palmitoleico) que ajudam a aumentar os níveis de colesterol HDL e a diminuir os de colesterol LDL. O colesterol do tipo HLD ajuda a evitar doenças cardíacas, já o excesso de LDL está muito associado à ocorrência de aterosclerose, processo inflamatório nas artérias que pode provocar infartos. Um estudo feito com jovens obesos constatou que a ingestão diária de 15 a 25 g de castanha do Pará diminui os níveis de colesterol total e LDL. A castanha do Pará também possui um considerável teor do aminoácido arginina (100 g de sementes têm 2,148 g), que nosso corpo utiliza para a síntese do gás óxido nítrico, um potente vasodilatador, ajudando no tratamento da hipertensão.

2) A castanha do Pará ajuda a combater o câncer

Os benefícios da castanha do Pará contra o câncer são decorrentes, sobretudo, dos efeitos do selênio em nosso organismo. Existe uma enzima do sistema de defesa antioxidante do nosso organismo chamada glutationa peroxidase, que precisa do selênio para desempenhar suas funções. Quando em excesso, os agentes oxidantes podem induzir mutações que promovem o surgimento de células cancerígenas. Além dessa ação preventiva, o selênio também parece ser eficaz no tratamento de alguns tumores. Um estudo, publicado na revista Cell Biology and Toxicoly, mostrou que o mineral estimulou o processo de apoptose, ou morte celular programada, em células de câncer do colo do útero. Outra pesquisa publicada na Cancer Research, também revelou que o selênio ajudou a reduzir a proliferação de células cancerígenas da próstata.

3) A castanha do Pará ajuda a emagrecer

A incorporação de castanhas do Pará na dieta ajuda no processo de emagrecimento. Pode parecer contraditório, mas não é só o seu conteúdo de fibras e proteínas que promovem uma sensação de saciedade: as próprias gorduras insaturadas da semente também proporcionam este efeito, o que fará você consumir uma menor quantidade de alimentos. O selênio das castanhas também protege a glândula tireoide e previne o hipotireoidismo, um desequilíbrio hormonal que leva ao ganho de peso. A enzima deiodinase, que atua na transformação de tiroxina (T4) em triiodotironina (T3), isto é, participa da síntese do hormônio ativo, é dependente de selênio. O T3 acelera o metabolismo como um todo, evitando também o sobrepeso.

4) A castanha do Pará promove o crescimento muscular
Para o crescimento e reparação do tecido muscular é fundamental a ingestão de alimentos que sejam fontes de proteínas. Levando-se em conta a quantidade diária de proteínas recomendada para um homem adulto (56 g), as sementes já ajudam a cumprir uma boa parte dessa meta (um copo de castanhas do Pará fornece cerca de 19 g de proteínas). As gorduras e o selênio das castanhas também são importantes para a síntese datestosterona, hormônio que promove o aumento da massa muscular.
5) A castanha do Pará é boa para os ossos
Os benefícios da castanha do Pará também refletem na saúde dos ossos. Os minerais magnésio e fósforo, encontrados em quantidades significativas nessas sementes, são importantes para o processo de construção óssea. O magnésio, por exemplo, é imprescindível para a fixação de cálcio nos ossos, bem como nos dentes.

6) A castanha do Pará ajuda a preservar o cérebro

Uma pesquisa feita pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP demonstrou que a ingestão diária de castanha do Pará ajuda a preservar o cérebro de danos oxidativos relacionados com a idade.No estudo, homens e mulheres idosos, 20 no total, que apresentavam deficiência de selênio e comprometimento cognitivo leve (CCL), foram divididos em 2 grupos: dos que comeram uma castanha diariamente e daqueles que não fizeram o consumo da mesma. Todos os participantes foram submetidos a uma análise neuropsicológica, antes e ao final do estudo. Após um período de 6 meses, os voluntários que consumiram as sementes, não apresentaram mais deficiência do mineral e também tiveram uma melhora da função cognitiva.A pesquisadora Bárbara Cardoso esclareceu que existe uma relação entre a quantidade de selênio no organismo e o estresse oxidativo, para os casos de CCL, uma condição que antecipa, por exemplo, a ocorrência do mal de Alzheimer. Ela relata que conforme envelhecemos, os neurônios passam a produzir mais radicais livres durante a síntese de energia e que nossas defesas antioxidantes também vão se tornando ineficientes.

7) A castanha do Pará é uma aliada do sistema digestório

Os benefícios da castanha do Pará para o sistema Digestório incluem um aperfeiçoamento da sua funcionalidade, facilita o peristaltismo que é a movimentação para empurrar os alimentos, e melhora de absorção de nutrientes, além de um efeito preventivo contra aconstipação intestinal e até mesmo o câncer de cólon. As fibras da semente são as responsáveis por tais atividades.
E ai? prontos para comprar um carregamento delas? Eu não vivo mais sem, porém é sempre indicado consultar um nutricionista para o mesmo prescrever o seu consumo diário.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...